José de Abreu tenta cuspir em Janaína Paschoal

Incontrolável em seus cuspes nos adversários do PT, o ator José de Abreu tenta agora cuspir na reputação da advogada Janaína Paschoal, uma das autoras do pedido de impeachment contra Dilma Rousseff (PT) que deve livrar o país da presidente mais desastrosa da história do país.

Como não teve a oportunidade de escarrar pessoalmente na advogada, como fez em um casal em um restaurante, José de Abreu usa seu Twitter para cuspir insinuações sobre as ligações de Janaína com o PSDB. A jurista, que já prestou serviços jurídicos ao partido, estaria motivada, segundo insinua Abreu por dinheiro e ligações com os tucanos.

No Twitter, Abreu também exibe orgulhoso uma correspondência de Lula onde elogia a repulsiva participação do ator no programa do Faustão onde ele posou de vítima depois de ter cuspido no casal em um restaurante de São Paulo. Confira:

 

 

 

  1. </div>
    “>

    Jose de Abreu retweetou sergio bretas

    Quem será que pagou realmente a Janaína?Que tal jornalistas investigarem o IR? E AS CONTAS DO PSDB? E SE FOI O PATO?

    Jose de Abreu adicionou,

Anúncios

Moro é aplaudido em aeroportos no Brasil e no exterior

sergio_moro21_flores

O PT tentou provar, durante seus anos de poder, que o crime compensa. A antiga sabedoria, que diz que o crime não compensa, começa a se impor. Petistas de alto escalão não conseguem mais andar na rua. São hostilizados em aeroportos e andam escondidos pelas cidades.

Em contrapartida, Sérgio Moro, o severo juiz da Lava Jato, que colocou alguns dos mais poderosos políticos e os maiores empreiteiros do país, todos envolvidos em corrupção com dinheiro público, na cadeia, está consagrado.

Ao retornar de Nova York, na última sexta-feira, 29, onde recebeu uma homenagem da revista Time – como uma das personalidades mais influentes do mundo – Moro foi pego de surpresa por mais uma homenagem.

Foi aplaudido pelos passageiros durante o voo de Nova York ao Rio de Janeiro. Na escala do Rio, onde pegou uma conexão para Curitiba, sua presença foi anunciada pelo comandante do voo Gol 1519 como “um brasileiro que nos enche de orgulho”.

Todos os passageiros se levantaram e aplaudiram o juiz. Moro agradeceu e os passageiros fizeram fila para tirar fotos com ele. Enquanto isso, os petistas que mandaram e, principalmente, desmandaram no país nos últimos 14 anos, se esgueiram pelos cantos escuros torcendo para não serem vistos.

Temer vai demitir todos ministros de Dilma. Mercadante deve ser o primeiro a ser preso

mercadante

A Lava Jato está pronta para prender Aloizio Mercadante. A informação é do blog O Antagonista. O motivo imediato (existem outros) é sua atuação criminosa para inviabilizar a explosiva delação do senador Delcídio do Amaral.

Logo que tomar posse Temer vai demitir todos os ministros de Dilma. Sem ministério, perdem o foro privilegiado e podem ser presos a qualquer momento. O primeiro da lista deve ser Mercadante, mas não é o único.

Em Curitiba, segundo a IstoÉ, “só se espera o fim do governo Dilma para pedir investigação sobre o ministro da Educação, por suposta tentativa de acordo para melar a delação do senador Delcidio do Amaral”. Na verdade, Aloizio Mercadante não tentou fazer um acordo para melar a delação – ele tentou subornar o delator.

Outros ministros de Dilma podem vir a conhecer os cárceres da Polícia Federal em Curitiba tão logo sejam demitidos por Michel Temer. São eles, além de Mercadante, Edinho Silva (Comunicação), Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo), e Luiz Eduardo Cardozo (advogado geral da União), que poderá seus escassos talentos jurídicos para tentar defender a si mesmo.

Dilma sabota Temer. Um aumento criminoso do Bolsa Família

temer dilma

Em evento do Dia do Trabalho, promovido neste domingo (1º) na capital paulista pela CUT (Central Única dos Trabalhadores), a presidente Dilma Rousseff deve anunciar reajustes de cerca de 5% na tabela do Imposto de Renda na Fonte, que não foi corrigida neste ano, e nos benefícios do Bolsa Família. A ideia é sabotar e tornar inviável o governo de Michel Temer.

A petista tomou a decisão de lançar uma espécie de “pacote de bondades” na sexta-feira (29), mesmo diante das resistências da equipe econômica do governo, que avaliava não haver espaço para promover novos gastos. Trata-se de medidas tomadas com o objetivo de sabotar o governo do sucessor, Michel Temer, e tentar deixar o PT bem na foto. O Brasil pagará a conta com mais crise.

De Carlos Eduardo de Freitas, ex-diretor do Banco Central, Carlos Eduardo de Freitas, comentou a intenção de Dilma de aumentar o Bolsa Família no apagar das luzes de seu governo ao blog O Antagonista:

“É uma canalhice. Dilma quer sabotar o novo governo sem vergonha alguma. É uma coisa horrorosa. Nunca vimos nada igual no país. Ela agora vai querer ver o colapso. Isso não merecia nem comentário.”

O secretário do Tesouro Nacional, Otávio Ladeira chegou a ponderar a dificuldade de anunciar as medidas sem a revisão da meta fiscal para 2016. “Esse assunto [reajuste do Bolsa Família] poderá ficar para quando a nova meta [fiscal] for aprovada”, disse.

Diante da possibilidade de ser afastada do cargo no próximo mês, a presidente pretende fazer um aceno efetivo à base social da legenda e um contraponto ao vice-presidente Michel Temer, que quer fazer um pente-fino em programas sociais como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.

Em relação ao Bolsa Família, havia no orçamento R$ 1 bilhão reservado para o reajuste do benefício, mas que acabou sendo remanejado para outras áreas diante dos cortes de despesas efetuados neste ano. Dilma vai aumentar o benefício sem previsão orçamentária. É mais um crime.

Lula ganhou mensalinho da OAS durante 30 anos anos, diz empreiteiro

zuleido-veras-05-original

O engenheiro Zuleido Veras, preso em 2007 por pagar propina para obter contratos com o governo, conta a Veja que o ex-presidente recebia dinheiro da construtora desde a década de 80 e que cartel de empreiteiras foi montado para eleger Dilma Rousseff.

Zuleido Veras conhece bem o ambiente de promiscuidade que existe entre o mundo político e as empreiteiras de obras públicas. Em 2007, Veras foi preso em uma operação da Polícia Federal, acusado de pagar propina em troca de contratos milionários no governo – um roteiro de corrupção muito similar ao do hoje famoso petrolão. Dono da construtora Gautama, o empreiteiro ficou doze dias na cadeia, respondeu ao processo em liberdade e, neste ano, o Supremo Tribunal Federal considerou nulas as provas contra ele. Na década de 80, antes de abrir o próprio negócio, Veras ocupou durante dez anos um cargo importante na OAS, uma das empreiteiras envolvidas no escândalo de pagamentos de suborno da Petrobras. Trabalhou ao lado de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS e hoje um dos condenados no esquema de fraudes na estatal. Nesse período, Veras testemunhou o início de um relacionamento que pode explicar muito sobre alguns eventos ainda em apuração na Operação Lava-Jato.

Além dos golpes contra a Petrobras, Léo Pinheiro está sendo investigado por ter pago propina a políticos importantes, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, suspeito de ter recebido de presente da empreiteira um tríplex numa praia do Guarujá e a reforma de um sítio em Atibaia, ambos no Estado de São Paulo. Em entrevista a VEJA, Zuleido Veras conta que as relações financeiras entre Lula e a OAS reveladas pela Lava-Jato não o surpreenderam: elas existiam desde que o ex-presidente ainda era apenas um político promissor. O empresário afirma que Léo Pinheiro sempre deu dinheiro a Lula para “sua sobrevivência”, valores que hoje ficariam entre “30.000, 20.000, 10.000 reais”, e também ajudava “por fora” nas campanhas políticas do ex-­presidente. Em troca, os petistas estendiam a mão aos interesses da OAS. Veras também diz que o petrolão foi criado no governo Lula com a missão de garantir recursos para eleger Dilma.

A arrecadadora da Dilma

dilma erenice

O Antagonista

Sobre Dilma Rousseff, aquela que nunca roubou, o dono da Gautama [Zuleido Veras, condenado a 53 anos de prisão] disse:

“Ela sempre soube de tudo. Ela sabe de tudo. Sabia também do cartel. Quem é que não sabe que a Erenice Guerra era a arrecadadora da Dilma? Todo mundo sabia disso no mercado, que ela arrecadava dinheiro junto às empreiteiras”.

Zuleido Veras, na década de 1980, trabalhou na OAS.

Foi quando ele testemunhou os pagamentos de propina de Léo Pinheiro a Lula.

Em seguida, ele fundou a Gautama.

A construtora cresceu até ele ser preso em 2007, acusado de corromper Silas Rondeau.

Na época de sua prisão, a PF descobriu que ele emprestou sua lancha para Jaques Wagner e Dilma Rousseff, ministra da Casa Civil.

Em sua entrevista para a Veja, Zuleido Veras disse que “deu por fora” um dinheirinho para Jaques Wagner.

Ele disse também que Dilma Rousseff se faz de inocente, mas que ela “sempre soube de tudo” sobre a roubalheira na Petrobras.